Cavalo Manso

Cavalo Manso

Cavalo Manso

Saio de casa
Não revelo quando volto
Não digo a hora
Nem o dia da chegada
Saio folgado
Vou tratar dos meus negócios
E não pretendo
Ter um sócio na parada

Tenho parentes
E amigos dedicados
E os vizinhos
De confiança comprovada
Mas por cautela
Chego sempre de surpresa
Nunca se sabe
Quando é pulo da pintada
(Mas por cautela
Chego sempre de surpresa
Nunca se sabe
Quando é pulo da pintada)

Tenho em meu lar
Muita paz, muito carinho
E o amor
De uma esposa dedicada
Mas levo sempre
A chave da casa no bolso
E não aceito
Porta de quarto fechada

Quem sai de casa
Não sabe quando e se volta
Por isso é bom
Não deixar hora marcada
Cavalo manso
É que derruba o dono
Um grande amigo
Pode ser uma cilada
(Cavalo manso
É que derruba o dono
Um grande amigo
Pode ser uma cilada)

Comentários