Fora da Matrix

Fora da Matrix

(part. Dk47)

Fora da Matrix

Fugi da Matrix, iFood, Netflix
Vejo o Sol em eclipse
Baguá, qual foi?
Identifique-se, meu irmão
Identifique-se, eu vim de Bangu
Revolucionário como Django
Mete bala, mete bala, câmbio
MC Xamã passando voado de moto tipo Rambo
Qual foi, qual foi? Playboy, perdeu, já fui
Eu sou anti-herói, plebeu, sem paz, só voz que flui
Fui motoboy, ratão, meu pai, senhor Jesus
Só fala que é nós, sagaz, só fé, só paz, só Luz
4:20, bronquite, hey jow, engole o hit
São paulo niquite, sexo sem convite
Billy billy que chique, minha mina chilique
Celular xing-ling, old school, gusta beats, mil flow, mil hits
Bangu, revolucionário como Django
Hoje é caviar já foi Fandango
Joga essa buceta que eu lambo e sambo
Fumando uma maconha da boa
6:30, logo logo eu to com a coroa
Trouxe os verso de cadeia
Trap sem flow chateia
Vo taca nessa coroa
6:30 veja como o índio voa
[?]
Do RJ a João Pessoa, sangue bom na veia

Tu não é paquita desce do palco
Eu sou falcão do morro, tô voando alto
A diferença é essa de quem veio da favela
É que vocês são Nutella e minha tropa é no talo
Bonjour, já apanhei de bambu
Até tremer, ficar bambo
Tive mais armas que o Rambo
Não ando com pessoas do seu bando
Tava armando um plano aqui junto com meu mano
Que ia deixar o continente europeu louco
Roubar o vaticano depois partir lá pra África
E ia começar a devolver parte do ouro
Rima é um estouro, comida na mesa
Família unida, minha maior riqueza
Poeta do morro, pode ter certeza
Tô fazendo verso em legítima defesa
Sou um assassino, vem de natureza
E por natureza tu já é emocionado
E não adianta ficar puto porque tu virou produto
Se na pista eu sempre vejo tu andando embalado
Tô no primeiro mundo, só carro bolado
Maconha da boa, tudo do mais caro
Eles falam do Brasil, nós tamo atrasado
Eu falo no Brasil, nós fomo explorado
Flow atualizado, 2050
Rimas touchscreen, telas 4K
Em 2020 tu vai enxergar em 4D
Deus, o diabo, o Djonga e DK

Comentários