Fada Madrinha

Fada Madrinha

Fada Madrinha

[Verso 1]
Lua cheia amerela, pedra na minha janela
Serenata e acapella, e um convinte de amor
Posso ser até a donzela, mas não sou a Cinderela
E quando passa à meia-noite, é quer ficar encantador

[Refrão]
Eu não sou fada madrinha
Mas não dar mole, que eu pego a sua varinha
Eu não sou fada madrinha
Mas não dar mole, que eu pego a sua varinha

[Verso 2]
Até duas eu vou de lado, às três, eu já tô de quatro
E de cinco até a sete, tem banquete, meu amor
De manhã, quero de novo, no café, eu peço ovo
E na hora do almoço, da mais duas, por favor!

[Refrão]
Eu não sou fada madrinha
Mas não dar mole, que eu pego a sua varinha
Eu não sou fada madrinha
Mas não dar mole, que eu pego a sua varinha
Eu não sou fada madrinha
Mas não dar mole, que eu pego a sua varinha
Eu não sou fada madrinha
Mas não dar mole, que eu pego a sua varinha

Comentários