Mulher da Vida

Mulher da Vida

Mulher da Vida

Ela mudou de nome, quis se aventurar
Já não tinha medo de se machucar
Sem os pés no chão, pés no chão , pés no chão
Sempre andou de costas

E não aprendeu, quis inventar
Desculpas pra ignorar
O fato de que sempre deixa pra lá
As coisas que te impedem de amar

Ela tentou a sorte, quis se libertar
Escapar da morte espiritual
Não é fácil, não é fácil, não é fácil não
Sempre dá errado, sempre diz que

Não aprendeu , quis inventar
Desculpas pra ignorar
O fato de que sempre , deixa pra lá
As coisas que te impedem de amar
(Não aprendeu , quis inventar
Desculpas pra ignorar)

Ela não soube segurar, tava lá na frente, já não tinha mais pra onde ir
E não mais se abriu pra ninguém
E o tempo , ela não soube segurar
E não mais se abriu pra ninguém
Não vai mais recomeçar

Não aprendeu, quis inventar
Desculpas pra ignorar
O fato de que sempre, deixa pra lá
As coisas que te impedem de amar
(Não aprendeu , quis inventar
Desculpas pra ignorar)

O fato de que sempre , deixa pra lá
As coisas que te impedem de amar

Comentários