Fundo do Mar

Fundo do Mar

Fundo do Mar

Ai mais uma pane no painel
Quem mandou abrir as escotilhas
No fundo do mar
Só reclama quem não sabe esperar
Fica a mercê de toda a opressão
Que te impede de ser teu oxigênio

Afundo com a tripulação
Sem fazer nada, sem fazer nada
Água nos meus pés, o sonar no dez
Sem ouvir nada, sem ouvir nada

Atiro os torpedos no que se mover no radar
Sempre finjo que o alarme não tocou
Só pra ninguém ver
Que eu já me afoguei há muito tempo

Somos um eco do que imaginamos ser

Comentários