Rotina Velha

Rotina Velha

Rotina Velha

Olha eu tomando de novo cerveja na janela
O déjà vu vem forte, lembrando da donzela
Que conquistou o meu coração anos atrás

Minha morena desconfia
Mais não fala nada
É fato que mexer com sentimento acuado
É provocar saudade no fundo ela sabe

Eu sei que ela é companheira
Em qualquer situação
Mas ela não é
A dona do meu coração

É que quando eu lembro
Do cabelo loiro aí o trem desanda ai ai
Faço amor com ela pra matar o desejo dela
As perna até bambeia mais o coração congela

E quando eu lembro do cabelo loiro aí o trem desanda ai ai
Faço amor com ela mas é pra cumprir tabela
Depois do fogo eu volto pra minha rotina velha
Tomar cerveja na janela ai ai ai

Comentários