Amigo Seu / Taça de Pranto

Amigo Seu / Taça de Pranto

Amigo Seu / Taça de Pranto

Eu sei é muito tarde, não é hora de chegar
Sei que estava me esperando pra jantar
Mas eu tenho um bom motivo, sobre o que aconteceu
É que hoje eu conheci um amigo seu

Eu saí do meu trabalho, e num bar então passei
Eu pedi uma cerveja junto à mesa me sentei
Quando ouvi alguém dizer, seu nome bem ao lado meu
Foi aí que eu conheci um amigo seu

Eu ouvi toda conversa, que eu não pensava ouvir jamais
E descobri que aquele estranho, te conhecia bem demais

Não adianta chorar, não adianta sofrer
Você sabe muito bem, quem falava de você
Vou embora agora é tarde, e a razão porque você me perdeu
É que hoje eu conheci um amigo seu

Não adianta chorar, não adianta sofrer
Você sabe muito bem, quem falava de você
Vou embora agora é tarde, e a razão porque você me perdeu
É que hoje eu conheci um amigo seu

A noite é tudo solidão em mim
Depois que o nosso amor chegou ao fim
Estrelas no céu não brilham mais
Sem você ficou triste assim

Madrugada neblina de saudade
Recordação tristeza o peito invade
E nesse mundo de incerteza eu vou
Chorando a dor, lembrando amor
Que acabou

Saudade só judia
Madrugada noite e dia
Sem a sua companhia
A vida não tem alegria
Coração no peito chora
Depois que ela foi embora
Deus, Nossa Senhora
Tá demais essa agonia

Quem vive de saudade
Perdeu a felicidade
Na escuridão da vida
Não não tem claridade
Taça de pranto na mesa
Brindando com a tristeza
Deus quanta incerteza
Sozinho nessa cidade
Sozinho nessa cidade

Comentários