Vale Das Sombras

Vale Das Sombras

(part. Maria Rita)

Vale Das Sombras

Eu segui, eu segui, eu nem vi, eu nem sei
Só sei que segui, eu nem vi que eu deixei
O vale das sombras por onde eu passei
O vale das sombras por onde eu passei

Me deixa voar no teu céu
Me deixa voar no teu céu
Me deixa voar no teu céu
Pra escrever esses versos na superfície da lua
Pra toda noite você ver

Tenho me sentido tão fraco, tão louco, tão tenso, meus ombros parecem pedras
Eu adentro minha casa, eu retiro minhas asas, meus sonos parecem quedas
Eu retiro minha capa de herói e meus gritos de dor se parecem rezas
Eu preciso rezar
Eu preciso rezar
Eu preciso rezar

O dia nasceu tão bonito, mas quando a tarde choveu
Não existe nada perfeito, se houve desapareceu
Tava me sentindo cansado, quando alguém me socorreu
Alguém que era algo perfeito, quem tava errado era eu

Eu segui, eu segui, eu segui, eu nem sei
Só sei que segui, eu nem vi que eu deixei
O vale das sombras por onde eu passei
O vale das sombras por onde eu passei

Tudo um dia foi saudade
Tudo um dia foi maldade
Tudo um dia foi o que todo dia foi
Hoje todo dia eu sou verdade

Eu precisei te ver, pra ver que eu não quis te ver, e tudo era você
E eu fiz de tudo, pra fazer que tudo fosse um modo de eu nunca te ver
Me reprimi, me deprimi, me vi só ali
Foi quando eu me surpreendi
Que em cada momento de angústia e tormento, se olhasse pra dentro você tava ali
Todas as dores e todos amores perdidos e cores, hoje são quem são
Todas as perdas e todas as quedas, hoje se tornaram a superação
Todos meus medos e todos segredos foram revelados e eu tive a visão
Não abra mares, mas de onde estiveres, sempre abra a porta do meu coração

Comentários