O Aprendiz

O Aprendiz

O Aprendiz

Aprendi a escutar, gritando
Aprendi a duvidar, confiando
Aprendi a sofrer, querendo
Aprendi a chegar, esperando

Aprendi a fugir, confrontando
Aprendi a escolher, descartando
Aprendi a brigar, resistindo
Aprendi a acertar, fracassando

Guardo bem as marcas de cada lição
Porque o que dói ensina
Da ignorância brota o medo
Porém não me dá medo perguntar porque
Se o rio é muito fundo, eu percebo
Só quando já não dá mais pé

Aprendi a voltar seguindo em frente
Aprendi só a ser quem estou sendo
E de gritar, de sofrer, de sangrar e assumir
De perder, de falhar, com tudo isso aprendo

Minha cabeça não é um copo pra encher
É uma luz pra se acender
Me esforcei pra ser um bom aluno
Mas eu nunca presumo que tudo eu sei
Como o tridente de Netuno
Saber é meu superpoder

Aprendi a voltar seguindo em frente
Aprendi só a ser quem estou sendo
E de gritar, de sofrer, de sangrar e assumir
De perder, de falhar, com tudo isso aprendo

Aprendi que a cicatriz valoriza a vitória
Eu aprendi que não existe eterna derrota
Eu aprendi a crer no meu próprio coração
Por isso eu dou a proposta sem medo da decepção
Eu aprendi a estender a mão
Quando me disseram não, fiz minha interna revolução
Desilusão não habita o meu coração
Aprendi como a rainha que tinha calo nas mãos
Que a maior satisfação não é ter um milhão
É usar o tênis sem esquecer como é andar de pé no chão

Tudo é questão de entender
Que sempre haverá uma lição pra aprender
Que cada vez que nós morremos
Aprendemos a renascer

E se perguntar te faz passar limites da prudência
Duvidar é um dos muitos nomes da inteligência
Meu semblante de estudante, em essência é ser feliz
Ser um eterno postulante, um eterno aprendiz

Aprendi a voltar seguindo em frente
Aprendi só a ser quem estou sendo
E de gritar, de sofrer, de sangrar e assumir
De perder, de falhar, com tudo isso aprendo

Comentários