Perguntas e Respostas (part. Teixeirinha)

Perguntas e Respostas (part. Teixeirinha)

Perguntas e Respostas (part. Teixeirinha)

Teixeirinha, meu amigo
Tu é uma brasa encoberta
Em um desafio antigo
Me deste a resposta certa
Mas hoje tu te prepara
Que a Nalva te desconserta
Vai a primeira pergunta
Diga, o que é uma oferta?

Diga o que é uma oferta?
A Nalva é uma linda prenda
Se eu acertar a resposta
Depois tu me recomenda
Tudo o que oferecemos
Preciso que tu entenda
Dado de bom coração
É oferta, é oferenda

É oferta, é oferenda
Respondeu, mas te governo
Todo aluno que eu pego
No verão ou no inverno
A minha resposta é esta
Errando eu rasgo o caderno
Responda pra professora
Aonde é inferno?

Aonde é o inferno?
O teu aluno compreende
Recebo de quem me compra
E pago pra quem me vende
Só que me prove o contrário
Aí o Teixeira se rende
O inferno é aqui na terra
Onde ninguém mais se entende

Onde ninguém mais se entende
Cenoura não é quiabo
Tu respondeu que é na terra
Tá certo, o assunto é brabo
Mas só darei nota dez
Dizendo quem é diabo
Porque nasci sobre a Terra
E nunca vi ninguém com rabo

Nunca viu ninguém com rabo
Respondo sem ficar rouco
Pessoas má, neste mundo
Deixa a gente quase louco
Por ser ruim, virou diabo
Que deixou Deus no sufoco
Cristo pegou o facão
Deixou o diabo pitoco

Deixou o diabo pitoco
Nota dez, tem o meu visto
Mas não paro por aqui
Te perguntando eu insisto
Tu não é materialista
E sabe que eu existo
Me responda quem é Deus
Também quem é Jesus Cristo?

Também quem é Jesus Cristo
Sua força me conduz
Deus é o Espírito Santo
Conforme a Bíblia traduz
Nomeou o homem na Terra
Jesus Cristo, a toda a luz
Por nós, aos trinta e três anos
Morreu pregado na cruz

Morreu pregado na cruz
Teixeirinha é meu troféu
Por isto que os trovadores
Ao te ver, tira o chapéu
Tu é célebre é poeta
Canta e não faz escarcéu
Mas eu te pergunto ainda
Me responda, onde é o céu?

Te respondo onde é o céu
Eu quero que tu me creia
É uma explicação difícil
Pra todos que nos rodeia
Ninguém voltou pra dizer
Se é pedra, terra ou areia
Pra mim, o céu é infinito
Aonde Cristo passeia

Aonde Cristo passeia
Respondeu, vou por o selo
Mostrou que a tua cabeça
Não é só para cabelo
Vamos mudar de assunto
E me desfia o novelo
Me responda, Teixeirinha
O que é dor de cotovelo?

O que é dor de cotovelo
A resposta é bem assim
É loucura, é ciúme
Do amor que não tem fim
Quem nos trai que nos despreza
Não sei se é bom ou ruim
Sei que a dor de cotovelo
É o que tu sente por mim

É o que eu sinto por ti
Isto é uma pouca vergonha
Por que te bate por mim
Me abraça, suspira e sonha
Inventa de me trair
Que a coisa fica medonha
E diga se as crianças
Vem no bico da cegonha

Vem no bico da cegonha
Minha ideia não sossega
Conversa pra boi dormir
Quem diz que a cegonha entrega
É a mamãezinha adorada
Da barriguinha carrega
Como é gerada não digo
Porque a censura me pega

Porque a censura te pega
Empurro e ele não cai
Ao findar o desafio
Mais uma pergunta vai
Um dia, nos conhecemos
Na fronteira com o Uruguai
Porque me beijou na boca
Escondido do meu pai

Escondido do teu pai
Até me dá um arrepio
Foi o beijo mais gostoso
Que a minha boca sentiu
Não te faça de santinha
Tu gostou muito e sorriu
Houve outras coisas mais
Que o velho também não viu

Que o velho também não viu
Se ele visse, dava medo
O que aconteceu mais tarde
Não aconteceu mais cedo
Todo amor tem sua história
Toda a história, o seu enredo
Hoje é marido e mulher
E nada mais é segredo

Comentários