Peguei Ranço

Peguei Ranço

Peguei Ranço

Quem me vê assim nem pensa que eu já fui da noite
Não resistia a um cheiro de bagunça*
Ficava dois, três dias fora de casa solta
Perdida na rua

Adormeceu o meu lado do mal
Ele despertou o bem em mim
Fez esquecer o meu passado banal
E na vidinha sem futuro ele pois um fim

Eu peguei ranço daquela vida torta
A bagunceira hoje se comporta
Virou pro certo quem tava do avesso
Troquei mil bocas pelo mesmo beijo

Eu peguei ranço daquela vida torta
A bagunceira hoje se comporta
Chegava tarde agora durmo cedo
Troquei pulseira de balada por anel no dedo

Comentários