Para Continua

Para Continua

(part. Felipe Araújo)

Para Continua

Eu queria ser a toalha que enxuga o teu corpo, uô
Eu queria ser o cordão aí grudado em seu pescoço, uô

Com você
Tô feliz, tô sofrendo
Tudo ao mesmo tempo
Ninguém entende
Mas eu entendo

Se alguém me perguntar por quê que eu tô na sua
É que eu não resisto esse seu: Para, para, continua
É que eu me apaixonei no seu amor de Lua
É um tira-não-tira a roupa e acaba sempre nua

Se alguém me perguntar por quê que eu tô na sua
É que eu não resisto esse seu: Para, para, continua
É que eu me apaixonei no seu amor de Lua
É um tira-não-tira a roupa e acaba sempre nua

Comentários