Meu Reino Encantado

Meu Reino Encantado

Letra Meu Reino Encantado

Eu nasci num recanto feliz bem distante da povoação
Foi ali que eu vivi muitos anos com papai, mamãe e o irmãos
Nossa casa era uma casa grande na encosta de um espigão
Um cercado pra apartar bezerro e ao lado um grande mangueirão.

No quintal tinha um forno de lenha e um pomar onde as aves cantavam
Um coberto pra guardar o pilão e as tralhas que o papai usava
De manhã eu ia no paiol uma espiga de milho eu pegava
Debulhava e jogava no chão num instante as galinhas juntavam.

Nosso carro de boi conservado quatro juntas de bois de primeira
Quatro cangas dezesseis canzis encostados no pé da figueira
Todo sábado eu ia na vila fazer compra pra semana inteira
O papai ia gritando com os bois eu na frente abrindo as porteiras.

Nosso sítio que era pequeno pelas grandes fazendas cercado
Precisamos vender a propriedade para um grande criador de gado
E partimos pra cidade grande a saudade partiu ao meu lado
A lavoura virou colonião e acabou-se o meu reino encantado.

Hoje ali só existem três coisas que o tempo ainda não deu fim
A tapera velha desabada e a figueira acenando pra mim
E por último marcou saudade de um tempo bom que já se foi
Esquecido embaixo da figueira nosso velho carro de boi.

Outras letras de João Mulato e Douradinho

Letra Rolinha Aventureira

A rolinha foi embora
Tudo aqui entristeceu
Ela saiu dos meus braços
Pra curtir um gosto seu

Letra completa

Letra A Menina do Riacho

No rancho onde eu morava
Pra baixo do mangueirão
Passava água serena
De um lindo ribeirão

Letra completa

Letra Encantos da Natureza

Tu que não tiveste a felicidade
Deixa a cidade e vem conhecer
Meu sertão querido, meu reino encantado
Meu berço adorado que me viu nascer
Venha mais de pressa, não fique pensando
Estou te esperando para te mostrar

Letra completa

Letra Canga do Tempo

Com a canga de madeira os bois carregam
A carga no velho carro em seu vai e vem
Na canga do meu destino carrego a vida
E a vida carrega as dores que o mundo tem
As dores vem vai meus sonhos despedaçados
Na estrada esburacada que em mim ficou
Por onde passei meu carro de amor desfeito
Até a canga do tempo me calejou.

Letra completa

Letra Passe o Tempo Que Passar

Pra deixa de amar alguém
Primeiro tem que esquecer
Um alguém que amo tanto
Só esqueço quando morrer
Enquanto Deus nos der vida
Ela um dia há de saber
O que fiz por nosso amor
Não queria te perder
Outro com falsas promessas
Transformou seu proceder

Letra completa

Letra Vida de Pirangueiro

Eu tenho minha canoa para fazer pescaria
Também espingarda boa para minha garantia
Ai ai uma trela de cachorro que me da muita alegria
Eu saio de madrugada quando a alvorada anuncia.

Letra completa

Letra Só Por Deus

Fui pescar no pantanal
Com grandes amigos meus
Peguei em Taquaritinga
Filcanova e o Dirceu

Letra completa

Letra Pequena Só No Tamanho

Me apaixonei de verdade
Sem quantia por ela
Vivo sonhando acordado
Com a minha bela

Letra completa

Letra Quem Ama Não Esquece

Vivo infeliz por não esquecer um velho amor
Quem marcou no passado está presente seja aonde for
Queria que ela visse o sofrimento que eu estou
Quem ama não esquece quem esqueceu
Nunca amou.

Letra completa

Letra Maria e José

No trilho de areia do chão estradeiro
Eu fiz um letreiro com amor e fé
Fiz um coração no chão desenhado
E deixei gravado, Maria e José

Letra completa

Comentários