Ódio Puro da Polícia

Ódio Puro da Polícia

(part. Thxuzz, LEALL, Neo Beats)

Ódio Puro da Polícia

[Intro: Flacko]
Ódio puro da polícia, tem
Yeah, ódio puro da polícia, yeah
Yeh

[Refrão: Flacko]
Ódio puro da polícia
Desses cara eu não tenho medo
Sou artista não bandido
Canto tudo o que eu vivo, nego
Esses cara’ tão de olho em mim
Sigo na sombra, no melhor caminho
Carburo mec o meu balãozinho
Bala na fama que eu vou lá no din’
Ódio puro da polícia
Eu me orgulho de nascer um negro
Bala comendo, eu correndo no beco
Dia a dia, vivência de um preto
Esses cara’ tão de olho em mim
Sigo na sombra, no melhor caminho
Carburo mec o meu balãozinho
Bala na fama que eu vou lá no din’

[Verso 1: LEALL]
E a bala come nas viela
Deita no chão, fecha a janеla
A torcida me grita na plateia
Eu entro no ringuе, eu vou guerrear
E se a bala pega na sua testa
Sua mãe se ajoelha e faz a reza
É que a maldição nunca se quebra
Ele ainda quer ser Fernandinho Beira-Mar
Quem conhece a fome geralmente sabe que existe regra que tem que quebrar (Balalá-tu-du-dum)
E qualquer atitude vai ter reação
Tenho noção do que eu devo pagar
Creio que até o menino Jesus, na minha posição, iria traficar (Bradock han)
Pelo sangue negro que tem na sua mão, ódio puro da polícia

[Verso 2: Thxuzz]
(Thxuzz) Quantos dos meus mano’ preso ou forjado, apologia?
O ódio não trafica, o Estado me ensina a odiar o Estado
Eu vim da onde o poder de fogo e um cargo na boca dita o mais brabo
Infelizmente não tem outro jeito, na selva tu caça ou então é caçado
Só escolha seu lado (Pow, pow)
M10 filho da guerra
Estiloso dentro e fora de campo
Agora eu me sinto igual Beckham
Sua inveja caiu por terra
Tracksuit, moda igual da Inglaterra
[?]
Sem dinheiro assunto encerra
Brecha, FAP canta na reta
Ódio puro da polícia
Só o que eu consigo expressar
Que meu Deus não permita eu rodar (Jamais)
Só ele sabe a luta pra chegar
Vim de onde uns quer’ ser Neymar
Outros, Plabo Escobar
Sem sentimento, porte é um A-K
Bota pra gargalhar

[Verso 3: Flacko]
Tratamento vip pra esses comédia
Trinta no pente mais uma na agulha
Toma cuidado com esse olho grande
Tá escrito na Bíblia, isso é gula
Toma cuidado com quem tá por perto
Toma cuidado com quem te situa
Várias matada na pista
Usando o nome de vapor na rua
Nike eu visto, meus pés a cabeça
Virgula sempre, esquece as 3 listra
Balaclava, colete no porte dos cria
Fala a verdade senão nós te pisa’
Esses comédia tentam me forjar
Na fé de Cristo vai ter alvará
Justiça de Deus nunca vem de um homem
Honro essa porra cuspindo mais sangue
Para na pista só porque eu sou negro
Enquanto meu bolso tá cheio de dinheiro
Nego, eu sou artista, não teve outro jeito
Soco tua cara, arranco teu queixo
Nós sofremo’ a covardia
Mas nunca comete ela
Paz, justiça e liberdade
Pras criança’ da favela

[Refrão: Flacko]
Ódio puro da polícia
Desses cara eu não tenho medo
Sou artista não bandido
Canto tudo o que eu vivo, nego
Esses cara’ tão de olho em mim
Sigo na sombra, no melhor caminho
Carburo mec o meu balãozinho
Bala na fama que eu vou lá no din’
Ódio puro da polícia
Eu me orgulho de nascer um negro
Bala comendo, eu correndo no beco
Dia a dia, vivência de um preto
Esses cara’ tão de olho em mim
Sigo na sombra, no melhor caminho
Carburo mec o meu balãozinho
Bala na fama que eu vou lá no din’

Comentários