Tambor do Norte

Tambor do Norte

Tambor do Norte

Que batuque é esse? Que batuque forte!
É tambor de índio, é tambor de negro
É tambor do Norte
Tem borocô, tem reza forte
E se o tambor virou, virou, virou é mina nagô

Negro trouxe o batuque, os Orixás e o borocô
Negro não trouxe o tambor
Negro não trouxe o tambor

No tambor do índio, o negro tocou
No tambor do índio, o negro tocou
O negro se misturou com nosso teretetê
Nossos versos caboclos virou carimbó e bangüê

No toque do tambor índio se comunicava
No toque do tambor índio se comunicava
No meio da tribo o pajé rezava
No meio da tribo o pajé rezava

O toque do tambor, na floresta ecoou
O toque do tambor, na floresta ecoou
Igarapé Miri, Cametá, Cametá, Cachoeira do Arari, Belém do Pará
Igarapé Miri, Cametá, Cametá, Cachoeira do Arari, Belém do Pará

E todas as cidades ribeirinhas, alô Abaeté, Moju, Limoeiro
E outras cidadezinhas do Baixo Tocantins

Comentários