Me Arrumei

Me Arrumei

(part. BK')

Me Arrumei

Piramide Perdida
Bloco 7
Vagabundo, fala

Me arrumei, me arrumei, me arrumei de vida
Me livrei, me livrei, me livrei de dívidas
Me arrumei, me arrumei, me arrumei de listras
Me arrumei, me arrumei, me arrumei de rimas
Me arrumei, me arrumei, me arrumei de vida
Me livrei, me livrei, me livrei de dívidas
Me arrumei, me arrumei, me arrumei de listras
Me arrumei, me arrumei, me arrumei de rimas

Ter estilo não é ter dinheiro
Não importa como, sempre damos um jeito
Tudo do meu jeito, sempre do meu jeito
E se ficar na minha frente tu vai ser o primeiro
Família rica nunca foi a minha
Soube desde cedo pra fazer o que eu quero
Faço do meu corre, fica muito rico
Mais um pouco rico e garantir a vida
Tênis limpo, roupa rara
Né questão de ser de marca
Né questão dela ser cara
O que importa é ter estilo
Se tu paga uma prata
Se tu pode pagar o preço
Foda que não é de graça
Foda-se sempre damos um jeito
Eu visto as roupas e as armas de Jorge
Eu visto as roupas e as armas de Jorge
Eu visto as roupas e as armas de Jorge
Não é armadura que me torna forte

Me arrumei, me arrumei, me arrumei de vida
Me livrei, me livrei, me livrei de dívidas
Me arrumei, me arrumei, me arrumei de listras
Me arrumei, me arrumei, me arrumei de rimas
Me arrumei, me arrumei, me arrumei de vida
Me livrei, me livrei, me livrei de dívidas
Me arrumei, me arrumei, me arrumei de listras
Me arrumei, me arrumei, me arrumei de rimas

Você é linda, mas não pisa de novo “oh o meu tênis novo”
Recalcados perguntam: BK’, isso tudo é mesmo ouro?
Quanto tem, onde vende esse brilho, que isso é olho gordo
Ela não quer meu mapa astral, menina isso é mapa do tesouro
E cabelo na régua
A tropa na beca
Ela toda feliz se vê o BK’
Essa festa uma merda, já é ou já era
Vamo embora só nois dois, só nois dois
Quer Dolce, pede
Versace, mec
Tô louco pra ver essas marcas nas curvas do seu corpo
O clima aquece, tu tira febre
Tu sabe como me marca essas curvas do seu corpo
Ela falou que não tava aqui por causa da fama
Eu falei que não tava aqui só por causa da cama
Ou seila, que nunca levou um chá
Que atire a primeira, a segunda que vamos para terceira
E de dia voltando pra casa
Madame com a bolsa da Vuitton falsa
Coroa me olha de cima para baixo
Não aguenta eu abrindo meu próprio carro
Tia eu gastei (censura) na cueca!
Gastei (censura) no cordão
Racista só de roupa falsa
Porra tia, pega a porra da visão

Me arrumei, me arrumei, me arrumei de vida
Me livrei, me livrei, me livrei de dívidas
Me arrumei, me arrumei, me arrumei de listras
Me arrumei, me arrumei, me arrumei de rimas
Me arrumei, me arrumei, me arrumei de vida
Me livrei, me livrei, me livrei de dívidas
Me arrumei, me arrumei, me arrumei de listras
Me arrumei, me arrumei, me arrumei de rimas

Não tenho posse de armas, mas tenho posse de rimas
Ela te acerta e te abala, mas né projetil é palavra
Quem tem dom sabe usa-la
Melhor que tiro de uzi
Dela eu uso e abuso
Melhor que tiro de bala
Tem uns tênis até caros
Algumas jóias baratas
Uma mina que vale ouro
Mas roupas que valem prata
Cidade maravilhosa
Difícil é ficar no tédio
Onde a vista do morro
É melhor que a dos prédios
Tênis vale até um carro
Da cara salta meus olhos
Tem beats que valem ouro
Outros que valem petróleo
Outros que valem petróleo
Tem beats que valem ouro
Outros que valem petróleo
Outros que valem petróleo
Outros que valem petróleo

Pirâmide Perdida
BK’, CH, El lif
Vem que tem
Outros que valem petróleo
Eu to com a roupa e as armas de Jorge
Não é armadura que me torna forte
Fé fé

Comentários