Voltei pro Mato

Voltei pro Mato

Voltei pro Mato

Eu troquei um céu de estrelas
Por uma cidade que não dorme
Mataburro, grama e cerca
Por asfalto, muro e poste
O plano era estudar
E não pra me apaixonar
Numa terra de frieza encontrei olhar
Mas quente que o Sol
E o sonho de ser engenheiro
Volta a ser rancheiro mas não volta só

Por causa dela eu voltei pro mato
Banho de riacho, fruta do só do pé
Por ela tirei o pó da viola
Voltei a cantar moda só porque ela quer

Olhos claros feito a Lua
Beijo doce igual favo de mel
Fala delicada e linda
Parece que vem lá do céu

Ela me fez enxergar
A beleza desse meu lugar
Sabe aquilo que busquei na faculdade achei
Algo melhor ainda
Junto ao sonho de ser engenheiro
Veio o verdadeiro amor da minha vida

Por causa dela eu voltei pro mato
Banho de riacho, fruta do só do pé
Por ela tirei o pó da viola
Voltei a cantar moda só porque ela quer

Comentários