Abota

Abota

A bota na cara do homem na rua
A cara do preto no meio da rua
A cara do pobre no meio da rua
O bico na bota na cara da rua

Foi no cativeiro e ainda é
Foi no pelourinho e ainda é
Foi no cativeiro e ainda é
Foi no pelourinho e ainda é

Dona Liberdade não é cria da gente
Cheia de mandinga engana o inocente
Não explica a chibata estalando na mão
De um novo feitor com a mesma missão

Foi no cativeiro e ainda é
Foi no pelourinho e ainda é
Foi no cativeiro e ainda é
Nas ruas, favelas quem ainda é

Só Deus minha Mãe
Só Deus minha Gente
Não consigo respirar
O asfalto está ciente

Não sou o assalto
Não sou o delito
Só sou mais um homem preto
Por favor ouve meu grito

Foi no cativeiro e ainda é
Foi no pelourinho e ainda é
Foi no cativeiro e ainda é
Foi no pelourinho e ainda é

A bota na cara do homem na rua
Na cara do preto no meio da rua
Na cara do pobre no meio da rua
O bico da bota na cara da rua

Foi no cativeiro e ainda é
Foi no pelourinho e ainda é
Foi no cativeiro e ainda é
Nas ruas, favelas e ainda é

Comentários