Esqueça

Esqueça

Esqueça

por favor
esqueça do nosso amor
de onde eu sou desertor
enxugue o rosto molhado
encoste a porta de lado
apague a luz, obrigado

por favor
desligue o aquecedor
me deixe com meu bolor
me deixe quieto calado
com a sola do seu sapato
apague aí o meu cigarro

nem um ai
no som da maré no mar
nada dói
na carne desse lugar

devagar
entregue os passos ao chão
receba a benção da chuva
livre de remorso ou culpa
aceno de adeus com a mão
depois da última curva

Comentários